Fazemos envio para todo o País. Portes gratis para Portugal Continental em encomendas superiores a 50€! Em encomendas superiores a 29,99€ e inferiores a 50€ portes de 2,83€, em encomendas iguais ou inferiores a 29,99€ portes de 4,31€. Loja física na cidade do Montijo
Resistência 200K ohm 0,25W 1% tolerância
Resistência 200K ohm 0,25W 1% tolerância

Resistência 200K ohm 0,25W 1% tolerância

90 unidades em stock | SKU: LPM000767

0,01 €  
IVA incluído.

Adicionar à wishlist

 ± 1% de tolerância, 0,25W

(376)

 

Os componentes eletrónicos são elementos essenciais para o funcionamento de dispositivos eletrónicos e sistemas complexos. Cada componente desempenha um papel específico no circuito, permitindo a passagem ou controlo da corrente elétrica. Entre os componentes mais comuns encontram-se as resistências, que são fundamentais para o ajuste da corrente elétrica e a proteção de outros elementos do circuito.

As resistências são dispositivos passivos cuja principal função é opor-se ao fluxo de corrente elétrica. São geralmente feitas de materiais com alta resistividade, como carbono ou metal. A unidade de medida da resistência é o "ohm" (Ω). Uma resistência com um valor de 1 ohm permite que a corrente de 1 ampère flua através dela quando uma tensão de 1 volt é aplicada.

Existem dois tipos principais de resistências: fixas e variáveis. As resistências fixas têm um valor determinado e não podem ser ajustadas. São amplamente utilizadas em circuitos onde o valor da resistência é crítico e não deve variar. Por outro lado, as resistências variáveis, também conhecidas como potenciómetros ou trimpots, permitem o ajuste manual da resistência. São comuns em aplicações onde é necessária a calibração ou regulação da corrente elétrica, tais como controlos de volume em equipamentos de áudio ou ajustes de brilho em monitores.

Além disso, as resistências desempenham um papel importante na proteção de componentes mais sensíveis do circuito. Por exemplo, ao colocar uma resistência em série com um LED, limita-se a corrente que passa pelo LED, prevenindo danos causados por correntes excessivas.

Outra aplicação comum das resistências é a divisão de tensão. Ao ligar duas resistências em série, pode-se criar um ponto de referência com tensão específica entre elas. Essa técnica é frequentemente usada em circuitos analógicos e na leitura de sensores.

As resistências têm uma vasta gama de valores, desde frações de ohm até milhões de ohms. A sua identificação é geralmente feita através de um código de cores, onde cada cor representa um número. Os valores são lidos de acordo com a sequência de cores marcada na própria resistência.

Em suma, as resistências são componentes eletrónicos essenciais que permitem o funcionamento adequado de dispositivos eletrónicos e protegem outros componentes sensíveis. O seu papel fundamental na regulação da corrente elétrica e a sua versatilidade tornam-nas vitais para inúmeras aplicações em eletrónica.